Home » Policia » Boxeadora confessa morte de menor e diz que mãe e padrasto abusavam da menina
foto-27-

Boxeadora confessa morte de menor e diz que mãe e padrasto abusavam da menina

Elizabeth Santos confessou que matou adolescente aos murros em Praia Grande

A boxeadora Elizabeth Fernandes dos Santos, de 43 anos, confessou em depoimento ter matado a murros a filha da namorada, Ana Luiza Ferreira, uma menina de 13 anos. De acordo com o delegado Evandro Medeiros, responsável pela investigação do crime em Praia Grande (litoral de São Paulo), Elizabeth disse ainda que a garota era abusada pela própria mãe e pelo padrasto. Um dos motivos do crime seria que a adolescente ameaçou denunciar os pais. 
Por volta das 15h50, desta terça-feira (11), a boxeadora ainda estava no 1º DP de Praia Grande, no litoral de São Paulo. Segundo o delegado, ela relatou que a mãe da garota segurou o pescoço da vítima enquanto ela dava diversos murros e chutes na criança. As duas se revezaram para espancar a menor.
O padrasto da criança também foi preso em São Bernardo do Campo, no ABC. Ele é acusado de ter descartado o corpo da garota, e afirma ter sido ameaçado por Elizabeth e a mãe para despachar o corpo. A polícia, no entanto, não descarta a participação dele no momento da morte. 
O delegado disse que a polícia trabalha com três versões para o caso. A primeira seria sobre a ameaça da adolescente em denunciar os pais, a segunda de que ela não se conforma com o relacionamento da mãe com a boxeadora e a última de que a menina teria perdido uma mochila com drogas que seriam vendidas pelos suspeitos. Durante a manhã, a suspeita conversou com a imprensa e negou a participação no crime, mas mudou a versão durante o depoimento. Ela havia dito que os pais da menina planejaram a morte e afirmou que dormia no momento do crime.
O delegado divulgou que ouvirá o depoimento da mãe da vítima, Ana Luiza Ferreira, de 28 anos, na quarta-feira (12) para confrontar as versões. Uma nova reconstituição deve ser feita na próxima terça-feira (18). 
Ele disse que os suspeitos devem ser indiciados por homicídio qualificado e ocultação de cadáver. O corpo da menina foi achado no dia 15 de agosto, na altura do km 42 da rodovia Anchieta, na região de Riacho Grande, em São Bernardo do Campo. Ana Beatriz vestia o uniforme da escola. A mãe foi a primeira a ser presa. 
Assista ao vídeo:

R7

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>